03/06/2020 - Vicunha

Novas medidas da Vicunha Brasil com base na evolução do mercado

Conforme acompanhamos diariamente, a pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe uma crise econômica de escala global. Em decorrência dessa situação, setores da economia, como o varejo, estão realizando um retorno gradual de suas atividades com um nível de demanda ainda muito abaixo do esperado para o momento.

Na Vicunha, pensamos com base no foco do cliente e estamos sempre atentos à evolução do nosso setor. Recentemente, reavaliamos as perspectivas do mercado para ajustar o ritmo de produção, considerando os nossos níveis de estoque.

Com base nesta análise, tomamos algumas medidas pautadas na manutenção do emprego e da renda de nossos funcionários, bem como na sustentabilidade dos nossos negócios, sempre colocando a saúde, a segurança e o bem-estar das pessoas em primeiro lugar.

Confira abaixo as decisões da empresa para nossas atividades no Brasil:

Maracanaú

Com o objetivo de atender às demandas do nosso mercado de maneira programada e responsável, as operações fabris em Maracanaú retornam de forma escalonada a partir de 4 de junho. A previsão é de uma retomada de 40% das atividades até o dia 12 deste mês.

Nossas funções administrativas também retornarão de forma gradual e parcial a partir de 5 de junho, conforme programação das lideranças de cada equipe, visando dar suporte às áreas produtivas. Sempre que possível, manteremos funcionários trabalhando em regime de home office e todos serão informados sobre essa programação no momento propício.

Natal

Nossas operações de Fiação e Tecelagem serão suspensas por um mês, de 4 de junho a 4 de julho. Essa medida permitirá que não elevemos nossos estoques a um patamar muito alto em relação à demanda do mercado.

Por outro lado, retomaremos nossas atividades de Beneficiamento e RTA em 4 de junho, para a finalização de artigos produzidos recentemente pela Fiação e Tecelagem. Da mesma forma que acontecerá em Maracanaú, as atividades administrativas para suporte às nossas operações serão definidas pelos gestores de cada área.

Pacajus

Devido à perspectiva de mercado e níveis de estoque, as atividades permanecerão suspensas no mês de junho, com previsão de retorno para início de julho, o que será devidamente informado a todos com a antecedência necessária.

São Paulo e Guarulhos

Nestas duas unidades, um contingente mínimo das equipes está atuando presencialmente, apenas com os profissionais necessários para as atuais demandas de trabalho, de forma a garantir a segurança e a preservação da saúde de todos. Com o objetivo de seguirmos gerando valor para a Vicunha, parte da nossa equipe administrativa e comercial continuará trabalhando em esquema de plantão por home office, de acordo com a definição da diretoria responsável.

Assim que houver determinações da Prefeitura de São Paulo sobre o retorno das atividades na cidade, comunicaremos a todos com antecedência.

Jornada reduzida em substituição à atual suspensão temporária do contrato de trabalho

  • Com o término da atual suspensão temporária de contrato, a partir de 4 de junho, os funcionários que não retornarem às atividades, de acordo com a programação de cada área, iniciarão um regime de jornada reduzida em 70% do tempo de trabalho, com duração de um mês – e com redução proporcional do salário correspondente às horas não trabalhadas (70%).
  • Neste caso, haverá o recebimento de Benefício Emergencial do Emprego e Renda correspondente a 70% do valor de referência do seguro desemprego, cujo teto é R$ 1.813,00 como recurso compensatório provido pelo governo, da mesma forma que foi feito na suspensão temporária do contrato de trabalho.
  • Os aprendizes também entrarão em regime de redução de 70% da jornada de trabalho e de salário por um período de 30 dias.
  • Todos os demais benefícios recebidos pelo funcionário serão mantidos ao longo desse período.
  • Banco de horas excepcional: com a aplicação da redução da jornada, as horas não trabalhadas diariamente até o retorno das atividades serão debitadas no banco de horas e esse débito será compensado em um prazo de até 18 meses. Essa programação será definida pela empresa e informada futuramente a todos, de forma a tentar minimizar os impactos negativos em nossa produção e faturamento decorrentes do cenário da pandemia.
  • Aproveitamento de feriados: parte desse débito de horas será compensado através da antecipação de feriados civis – com exceção dos feriados religiosos – de forma que, na retomada das atividades, o funcionário trabalhará nestes dias.

 

Orientações para o retorno às atividades presenciais

Antes de estar presencialmente na empresa, os funcionários que retornarão às suas atividades, e ainda não responderam ao questionário da área de saúde e segurança, deverão respondê-lo informando sobre seu perfil e condições de saúde. O formulário será analisado por nossa equipe médica especializada para garantir que apenas pessoas aptas, e fora do grupo de risco, realizem suas funções presencialmente.

Pensando em garantir informação e orientação preventiva para nossos funcionários, lançamos o manual “Cuidados para uma volta segura ao trabalho”, que vai nos ajudar no dia a dia de trabalho durante a retomada gradual e programada de nossas atividades. A cartilha foi disponibilizada aos funcionários via Whatsapp e pode ser lida aqui.

Seguimos atentos e sensíveis às recomendações dos órgãos de saúde e governamentais sobre a retomada das atividades presenciais em cada região do país, agindo com cautela, responsabilidade e em respeito ao nosso Protocolo de Prevenção e Contingência ao Covid-19.

Com as medidas excepcionais aqui anunciadas, salientamos o nosso compromisso em preservar ao máximo os postos de trabalho e assegurar a renda dos nossos funcionários e de suas famílias. Sempre mantendo nosso foco principal: a saúde, a segurança e o bem-estar da nossa gente.

Agradecemos mais uma vez pela compreensão e colaboração. E seguimos trabalhando com propósito para manter a sustentabilidade dos negócios e do setor com olhar no futuro.

Vamos juntos superar este momento!